Otorrinolaringologia

Médicos: Dr.ª Helena Silveira | Dr. Tiago Orfão | Dr.ª Filipa Côrte

A Otorrinolaringologia (ORL) é uma especialidade da carreira médica hospitalar que abarca a prevenção e tratamento das doenças dos ouvidos, nariz, faringe (garganta), laringe e pescoço. Pela Ordem dos Médicos de Portugal a designação completa é: “Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial”.

Para além do que é do conhecimento comum, faz parte das competências do Otorrinolaringologista (Otorrino), tratar cirurgicamente as doenças da cabeça e pescoço, entre as quais algumas muito comuns como as das glândulas salivares, e a cirurgia estética nasal e da face.

A Otoneurologia é uma subespecialidade partilhada com a Neurologia que lida com queixas muito  comuns  na prática clínica diária, como a vertigem (tonturas) ou os acufenos (zumbidos ou zoadas). Muitas destas queixas fazem parte de doenças no limiar dos territórios da Otorrinolaringologia e da Neurologia. A maior parte das vertigens têm origem nos ouvidos.

A Otorrinolaringologia é uma especialidade médico-cirúrgica, recorrendo, de forma equilibrada, aos tratamentos medicamentosos e cirúrgicos.

As doenças mais comuns do foro ORL são as infecções respiratórias altas, sendo estas o motivo mais frequente das consultas em todas as urgências: destacam-se a coriza, (vulgar constipação), as sinusites, a otite média aguda, a amigdalite/faringite agudas, bem como queixas referentes a distúrbios de sono e roncopatia (ressonar). Cada vez mais frequentes são as rinites (inflamações nasais), muitas delas de origem alérgica, e as queixas de doenças otoneurológicas, como as vertigens e acufenos.

As alterações da voz ou disfonias, (rouquidão), adquiriram um lugar de relevo, sobretudo pelas facilidades de diagnóstico precoce introduzidas com as novas tecnologias de diagnóstico por imagem, como a videoendoscopia faringo-laríngea que possibilita diagnósticos precoces e consequentemente tratamentos eficazes mesmo de  doenças graves.

O estudo e a reabilitação auditiva  alargam diariamente os seus horizontes, fruto de novos equipamentos de diagnóstico precoce (rastreio de surdez neo-natal, p.e.), novas técnicas cirúrgicas e próteses auditivas.

Com o Otorrino colaboram estreitamente o Audiologista (exames complementares), o Terapeuta da Fala (reabilitação da voz) e o Audioprotesista (reabilitação auditiva protésica), entre outros profissionais

 

Marcar Consulta

Clínica Médica da Trofa

Clínica Médica de Matosinhos